Ao longo dos anos, o visagismo foi ganhando os holofotes e com isso muitas coisas começaram a ser divulgadas sem muito critério. Algumas vezes, por falta de compreensão clara sobre o assunto, outras com o intuito de vender mais notícia ou serviços. Resolvi usar como inspiração as minhas palestras e perguntas que geralmente são feitas, para deixar claro o que faz parte ou não desse mundo. Vamos aos 5 mitos que precisam ser derrubados:

1 – Todo cabeleireiro é visagista e todo visagista é cabeleireiro.

O visagismo é um conceito que pode ser aplicado à inúmeras áreas, logo o visagista pode ser um dentista, um maquiador, um consultor de moda ou imagem, um artista plástico e por aí vai. Esse campo permite que haja uma colaboração enorme entre as profissões, pois cada uma aplicará o conceito da forma mais apropriada para área. Assim, vários visagistas trabalhando em conjunto podem trazer resultados muito melhores.

2 – O corte sempre depende do formato de rosto.

Essa é uma meia verdade. O rosto tem um papel muito importante no visagismo. O próprio termo significa “rosto”, em francês. No entanto, a interpretação está errada. O autor e visagista Philip Hallawell fala que “o rosto é a expressão da nossa identidade”. Toda a teoria dele destrincha todos os detalhes do rosto e os seus significados. Então, o formato do rosto é importante por causa do seu significado, primeiramente, e por último por conta da proporção. Clique aqui e veja todos os detalhes que são levado em conta antes de definir o corte de cabelo.

3 – Visagismo é igual a transformação

Um grande mito. O visagismo promove autoconhecimento e então as indicações são realizadas. Às vezes, o cliente já tem uma boa percepção de si mesmo e o que ele busca se relaciona com a própria percepção. Outras vezes, o cliente está muito distante de si, não se conhece muito bem e busca uma imagem muito diferente da que ele mantém durante a vida. Nesses casos, a mudança é vista como uma transformação, pois a pessoa passa a expressar quem ela é, que estava escondido durante anos atrás de uma imagem inadequada.

4 – Visagismo serve somente para cortar o cabelo

Nop. O conceito do visagismo é amplo e é usado para vários aspectos ligados à imagem pessoal: sobrancelhas, barba, corte e coloração de cabelo, cores de roupas, acessório, cirurgias plásticas, trabalhos odontológicos, roupas e etc. Então, nem sempre o cliente vai fazer uma consultoria de visagismo e vai cortar o cabelo, porque talvez a mudança precisa ocorrer em outro aspecto, que não o corte. Existe um visagista chamado Claude Juillard, que atua com o conceito de “Visagismo Total Look”, que tem por objetivo trabalhar a imagem do cliente como um todo.

5 – Só mulheres procuram visagismo

Essa é esquisita e que bom que é um mito. Visagismo existe para quem tem uma imagem a ser trabalhada, seja homem ou mulher. Todos temos a necessidade de manter a autoestima elevada, queremos nos sentir bem com a nossa imagem e somos influenciados por ela. A autoestima elevada gerava mais segurança, mais energia e entusiasmo. Cuidar dela é importante para todos nós.

E esses foram os 5 mitos sobre o visagismo. Você tem mais algum para acrescentar ou gostaria de confirmar se algo é verdade sobre a imagem pessoal? Coloca aqui nos comentários! 😉

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.